Sabia que um quilograma já não pesa o mesmo?

Sabia que um quilograma já não pesa o mesmo?

Com toda a certeza terá ouvido ou lido nos meios de comunicação que o quilograma já não pesa um quilograma, mas sabe porquê?

Até aos dias de hoje, o padrão do peso era um cilindro com 130 anos guardado em França, um protótipo feito de platina iridiada que, devido a fatores externos, se tem vindo a degradar. Esta degradação já contribuiu para a perda de cerca de 60 microgramas, nos últimos 100 anos.

No entanto, este facto não irá ser sentido nas atividades diárias, mas sim nas áreas da tecnologia, saúde e ambiente, para as quais estas alterações são cruciais.

Com a revolução tecnológica, a indústria 4.0, a nanotecnologia e as nanociências, as medições precisam ser realizadas com o máximo de precisão. Assim, a definição de critérios estáveis é de extrema importância pois influenciam diretamente com a qualidade dos processos e produtos dos diversos setores. Aliás, para além desta unidade do Sistema Internacional de Unidades, encontram-se também em revisão o ampere, o kelvin e a mole.

Segundo o Gabinete Internacional de Pesos e Medidas esta revisão “significa que todas as unidades do Sistema Internacional de Unidades serão definidas por constantes que descrevem o mundo natural. Isto irá assegurar a estabilidade futura do Sistema Internacional de Unidades e tornar possível o uso de novas tecnologias, incluindo tecnologias quânticas, para pôr em prática as definições”.

A família de padrões ISO/IEC 80000 sustenta a harmonização internacional de terminologia, definições, símbolos de quantidades, unidades e unificação da linguagem para toda a comunidade científica e tecnológica para as seguintes áreas: ciência, engenharia, metrologia e indústria (ISO 80000-2, ISO 80000-4, ISO 80000-5, ISO 80000-7, ISO 80000-10, ISO 80000-12).

Este novo sistema irá entrar em vigor a 20 de maio de 2019.

É assim evidente a importância da normalização, dos procedimentos universais, pois, para além de permitir reduzir custos e assimetrias de informação, permite ainda a compatibilidade com o sistema, simplificação de procedimentos, diminuição de erros e confere um grau de confiança ao negócio.

Quer saber mais sobre normalização e como ela pode afetar o seu negócio? Contacte-nos ou veja mais informações sobre Gestão Sustentável aqui.